Você já parou para pensar em como a área de TI influencia no crescimento das organizações? Se você faz parte dessa área, muito provavelmente sim. E a dúvida que nos vem à cabeça quando pensamos nisso é: Em que seguimento dela devemos focar quando para alavancar a empresa?

Nesse artigo vamos falar exatamente sobre isso. A governança de TI é uma forte aliada na busca do crescimento. Para entendermos sobre isso é importante que fique claro um conceito antecessor: a governança corporativa.

Governança Corporativa

A governança corporativa usa mecanismos de controle das atividades do negócio para melhorar a qualidade da gestão empresarial. O propósito disso é atender os anseios dos envolvidos com a empresa. No geral é um conjunto de práticas direcionadas para o objetivo principal da organização e seu planejamento estratégico.

De maneira, podemos dizer que a governança corporativa apresenta qual direção que uma empresa deve seguir para alcançar seus objetivos. Além disso, ela assegura que os interesses dos empresários estejam de acordo com os interesses dos donos da empresa. Isto garante que os processos e estratégias estejam sendo feitos corretamente, promovendo uma cultura de prestações de contas na organização. 

Visto que empresas precisam conduzir seus processos,é importante que tenha sempre um monitoramento para diminuir as ações em caso de deslizes. A regulação da relação entre administradores e donos é feita de três maneiras: através de regras, auditorias e restrições de autonomia.

Entendendo o conceito de Governança de TI

Aqui entra a governança de TI, que nada mais é do que uma extensão da corporativa. Quando a organização tem um objetivo, a TI auxilia a alcançar junto à empresa, ela é um mecanismo de controle onde são estabelecidas regras e políticas que direcionam todo o fluxo de TI. Um olhar amplo e o monitoramento dessas normas garante que a TI estará alinhada ao objetivo da empresa, onde ela realmente deve atuar. 

Além do mais, hoje em dia as empresas querem usufruir da melhor maneira possível os recursos tecnológicos e ter cada vez mais melhorar seus processos. Porém, a realidade não é bem essa. Mesmo que as empresas dependam de TI, os orçamentos estão mais caros e mais limitados também, porque conseguir aprovação para realizar os projetos do setor tem sido uma tarefa bem difícil. 

Ou seja, colocar em prática a governança de TI é incluir ações que priorizam o alinhamento do setor com as diretrizes e metas da empresa. 

Dica Importante

Muitos profissionais de TI acabam focando suas ações e esforços em tarefas mais técnicas e menos estratégicas. Para esses serviços é interessante a possibilidade de terceirização

A Governança de TI se assume diferencial competitivo. Usando tecnologia ela consegue expandir as possibilidades da empresa. Sua gestão traz até mesmo novos resultados para a organização.

Benefícios da Governança de TI

Existem diversos benefícios da Governança de TI, entre eles estão:

Maior segurança da informação

Um dos pilares da Governança de TI é a segurança das informações. Sem ela, é muito difícil uma área de tecnologia se sustentar por um bom tempo. Por esse motivo, é necessário uma busca pela padronização de processos de forma atualizada e constante. 

Você pode ler aqui em nosso blog 9 Ações para manter a segurança da informação de seus clientes que complementam a sua governança.

Otimização dos custos

Ao fazer a identificação das demandas com maior prioridade, é possível reduzir os gastos desperdiçados com retrabalhos. A otimização dos custos ocorre de forma natural, não apenas os financeiros, mas tempo e recursos também são otimizados nas práticas de gestão. Essas boas práticas oferecem para a empresa a oportunidade de enxergar novas possibilidades de negócios, serviços e entregas para investir.

Foco na estratégia

Ao fazer um alinhamento correto da estratégia corporativa, fica mais fácil definir ao time para onde se deve seguir. É comum empresas perderem o foco e não conquistarem resultados quando membros do time estão “remando” para o lado errado.  O time de TI deve sempre estar do mesmo lado para atingir seus objetivos estratégicos. 

Definir a direção correta e instruir o time é essencial na busca por resultados.

Como diz no ditado “Para quem não sabe onde quer chegar, qualquer caminho serve”.

Otimização da operação

Para que se obtenha um bom resultado nessa questão, é interessante estruturar um catálogo de serviços, de forma que os que são prestados pela área de TI sejam reconhecidos por todos os solicitantes. Também é interessante definir uma prioridade ou SLA de cada um desses serviços de TI prestados.

Dessa forma, é possível identificar as demandas e obter um melhor aproveitamento operacional, fazendo assim, com que a área de TI invista tempo e recurso nas necessidades da empresa de forma correta.

Com essas informações conseguimos concluir que a governança de TI é uma chave fundamental para alavancar uma empresa, pois vai utilizar de sistemas modernos e efetivos para que com facilidade os objetivos reais da empresa sejam alcançados.

Qual a sua importância para a empresa?

A importância da governança de TI vai muito além, pois ela é muito mais do que apenas um suporte para o negócio, ela atua como peça-chave no que diz respeito à elaboração da gestão estratégica.

Porém, ela é importante também porque garante a segurança, transparência e a confiança das informações, otimizando os recursos e contribuindo para as tomadas de decisão nos processos estratégicos da organização. 

Gostou do nosso artigo? Confira muitos outros em nosso blog, clicando aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 2 =