Análise dos clientes da empresa: saiba a importância de fazer

Um dos principais objetivos de qualquer empresa, é vender, não é mesmo? Claro que oferecer qualidade seja no atendimento, produto ou serviço também é algo importante, mas o fato é que possuir o maior número de clientes possíveis nem sempre é algo positivo. Por isso é importante fazer uma análise dos clientes que sua empresa deseja obter. Pois ter clientes que não se enquadram com o perfil da sua empresa não é o ideal.

Neste post nós vamos abordar sobre a importância dessa análise dos clientes e, porque filtrar antes de fechar qualquer negócio. Confira!

Você sabe o que é análise de clientes? 

A análise dos clientes é um método fundamental para qualquer plano de negócios em todas as etapas do crescimento de uma empresa. Ao analisar seus clientes, é possível  definir quem é seu público-alvo e assim, saber como alcançá-los. 

Análise dos clientes: o que é?

Um conteúdo feito em 2015 pela Forbes afirmou que cerca de 81% das empresas dependem de análises para melhorar sua compreensão dos clientes.

Por isso, é necessário realizar as análises de mercado, a fim de obter melhor compreensão de onde você deseja chegar e também como selecionar o cliente ideal. As informações coletadas nessa análise são a melhor maneira de saber qual é o seu público-alvo e ficar sempre à frente.

Entender qual é a percepção do cliente é essencial para qualquer negócio, e essa análise permite ajudar os CMOs a entenderem quais são as principais impressões de desempenho

Importância em analisar 

Compreender quem é seu perfil ideal de cliente, em um período de diversas transformações, com concorrência alta, fazer o mapeamento e análise do perfil é um procedimento fundamental na hora de criar vantagens competitivas para sua empresa.

Hoje, com diferentes métricas no mercado, como as de pesquisa de satisfação, por exemplo, o churn rate relata qual a taxa de cancelamento registrada em sua base de clientes. Saber quem gera churn no seu relatório é de extrema relevância na hora de montar um planejamento mais assertivo.

Como foi comentado logo no começo do conteúdo, nem sempre ter muitos clientes é sinônimo de dinheiro entrando. Caso a metade desses clientes cancelarem com sua empresa, a taxa de churn será alta. De nada adianta ter clientes desmotivados, não é?

Saber de onde vieram seus clientes (sejam  engajados ou não) faz toda diferença na hora de montar uma boa estratégia empresarial.  Por meio disso, que você irá saber onde encontrar e conquistar os os clientes ideias, mais envolvidos com o seu mercado.

Um bom meio aqui, é você comparar os clientes já existentes em sua empresa e os que desejam obter seus serviços, desse modo, ter exemplo do perfil ideal para ter em sua base.

Talvez você precise rejeitar algum cliente porque o perfil não se encaixa com o da sua empresa. Nestes casos esclareça o que é melhor pra ele naquele momento com exemplos de clientes muito parecidos como o dele. Isso irá gerar qualidade na negociação e credibilidade para sua empresa.

Saber como avaliar a qualidade dos seus serviços ou produtos para focar em seus pontos fortes e melhorar os pontos fracos na hora de prospectar, não é uma tarefa fácil.

Mas, isso pode ser feito de um jeito mais simples, como por exemplo: Se seu cliente indicou alguns problemas e erros, você irá solucionar para deixá-lo satisfeito. E, caso acontecer novamente com outro cliente, já saberá como fazer para resolver.

Dessa forma, estará focado nas melhorias e, futuramente, otimizará seu tempo.

Como realizar uma análise dos clientes?

Para fazer uma análise bem criteriosa, é interessante você utilizar métodos de formulários para verificar o perfil psicológico do cliente. Existem diferente tipos, cabe sua empresa identificar qual é a melhor opção.

A partir daí, você entenderá quais problemas ele tem para que sua empresa possa solucionar para ele.

Outro método de analisar, é usar como base os clientes já existentes da sua empresa, assim, será muito mais prático determinar se o cliente se enquadra ou não nos serviços que sua empresa oferece.

O objetivo de fazer a análise do cliente como um plano de negócios para sua empresa é examinar os consumidores que tenha maior chances de adquirir seu produto ou serviço.

Com isso, sua empresa poderá definir diferentes grupos de clientes, para sanar as necessidades específicas desses clientes. Ao entender o que que os motiva a realizar uma compra, ficará mais fácil oferecer soluções para cada necessidade.

Para ajudar você a fazer uma análise mais criteriosa, deve ser feito três estágios diferentes:

  • Primeiro: Você precisa identificar quem são seus clientes atuais. Neste caso, quanto mais detalhes você tiver, melhor. Deve-se ter grupos de clientes, e divididos em subgrupos, com motivos e características parecidas. Vale também colocar aqui, algum tipo de público que você ainda não tenha alcançado.
  • Segundo: A análise feita do cliente deve apresentar quais são as necessidades desses diferentes grupos.
  • Terceiro: Você precisa descobrir o que faz a ligação entre esses dois tipos, caracterizando se os produtos da empresa  atendem às necessidades de cada grupo de clientes.

Contudo, ao compreender quais são os serviços ou produtos que seus clientes desejam, ficará mais simples verificar maneiras de atender a suas demandas. Esse alinhamento deve ser feito de acordo com os valores e missão da empresa, com isso, será melhor compreender e atender suas necessidades.

O mais interessante em fazer essa análise, é que você não só irá perceber o porquê deles terem saído ou desistido, mas também o que eles vêem em sua empresa, porque eles amam e os tornou seus clientes em primeiro lugar.

Alguns exemplos

Analisar o mercado onde seu estabelecimento está inserido é crucial para determinar de maneira mais simplificada seu capital e também seus esforços, para assim, não haver gastos desnecessários para o objetivo errado.

A descrição de Mercado é um dos conceitos mais amplos que existe, e isso pode variar entre local físico ou até mesmo virtual onde é oferecido produtos e serviços. Também é conhecido como encontro da oferta com a demanda  — isso no olhar da economia.

As características que definem o mercado são diversas, como o crescimento, a decaída, paralisado, favorável ou arriscado.

Bom, apesar disso, a ocorrência determinará se a empresa irá utilizar tudo isso para encarar os desafios e as oportunidades que surgirão no meio do caminho no mercado e ter um olhar mais crítico e estratégico.

A partir de ter a estrutura da empresa bem montada, irá estabelecer a melhor performance para atingir suas metas.

Mas para te ajudar a fazer uma análise de mercado completa e relevante, listamos algumas perguntinhas pertinentes feitas pelo Sebrae que podem facilitar esse processo para sua empresa, confira:

  1. Quem constitui seu mercado de atuação?
  2. O que o mercado adquire/compra?
  3. Por que o mercado compra esses produtos ou serviços?
  4. Quem participa desse processo de compra?
  5. Como é feito esse processo de compra?
  6. Quando ele adquire e;
  7. Onde ele compra?

Para ter acesso de maneira mais detalhada cada tópico abordado, clique aqui.

Ações após análises

Depois de feito toda a análise dos clientes, você terá todos os clientes mapeados, identificando o perfil ideal e encontrado no mercado como alcançar a maior quantidade de prospects possíveis.

Contudo, poderá oferecer melhorias e um serviço de qualidade para seus clientes, atendendo a demanda de cada um.

E para ficar por dentro um pouco desse assunto, que tal conferir nosso conteúdo sobre a retenção de clientes com dicas para reduzir o churn rate? Nos vemos no próximo post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + 17 =