O que é e como montar um Data Center Local?

Nos últimos anos, devido a democratização da tecnologia, todo mundo acaba conhecendo os dispositivos tecnológicos, principalmente para quem trabalha e vive em grandes centros urbanos, por isso, acreditamos que você já deve ter ouvido a expressão Data Center. 

Mas para explicar isso melhor, preparamos este conteúdo. Confira com a gente!

O que é Data Center?

O Data Center (DC) é uma estrutura física responsável por abrigar os recursos necessários para o armazenamento e gerenciamento de rede, servidores e toda a telecomunicação.Fotografia de Data Center

Existem muitos equipamentos dentro de um data center, como switches, roteadores, servidores e storages. Dependendo da demanda da empresa, o Data Center poderá reunir milhares de servidores, componentes auxiliares e banco de dados informatizados.

A principal função do Data Center é administrar os equipamentos para que os principais sistemas da empresa permaneçam funcionando, sem interrupções no trabalho dos colaboradores. Isso ajudará que a produção continue em total funcionamento, por isso existe uma alta demanda de processamento e armazenamento de dados.

Componentes Básicos

Para o Data Center  apresentar uma estrutura apropriada para o funcionamento, é necessário ter a disposição uma infraestrutura de rede de qualidade. Fazer interações utilizando o tráfego IP e outros protocolos de comunicação que permitam o endereçamento e envio dos pacotes de dados, é muito importante.

Toda a escolha dos componentes de rede e dos protocolos de comunicação devem ser escolhidos e projetados de acordo com a demanda de cada empresa.

Caso a empresa não possua uma equipe especializada, ela pode contratar um empresa que preste consultoria. 

Abaixo você pode conferir quais são os componentes básicos para que um Data Center  entregue um desempenho satisfatório, veja:

Energia

A energia é um dos principais fatores, sem energia, o Data Center não funciona, e quando falamos de energia para um Data Center, é preciso verificar dois fatores importantes, que são: estabilidade da rede e preço.

O primeiro é muito importante, pois o Data Center precisa funcionar ininterruptamente, com isso, é necessário uma fonte constante, claro que é importante contar com no-breaks e geradores de energia, mas isso são soluções emergenciais.

É fundamental ter uma rede que entregue uma constância de energia, pois os servidores em operação podem consumir até 3 quilowatts por rack e, em Data Centers menores, o consumo pode chegar a 15 quilowatts por rack maiores.

Se for considerado que em DC de grande porte pode ter 500 racks de servidores, então o consumo total pode chegar a 10 megawatts. É aí que entra o fator preço, pois eles consomem muita energia normalmente.

Por isso é muito importante criar um projeto elétrico eficiente para o Data Center que já esteja montando. Como já citado anteriormente, a energia elétrica é o que vai garantir o funcionamento de centenas e até milhares de equipamentos e dispositivos, dia e noite sem parar, por isso, o principal foco do projeto é a disponibilidade e confiabilidade junto a qualidade e eficiência da arquitetura da rede elétrica.

A infra-estrutura elétrica dos Data Centers que vem sendo criadas, geralmente são baseadas no que é feito há 50 anos. Ou seja, já faz um bom tempo que não são eficientes e possuem as seguintes características:

  • Excesso de fio de cobre instalado;
  • Cabos ficam direcionados a utilização presente;
  • Existe uma grande baixa na eficiência do fornecimento de energia elétrica;
  • Pouco ou nenhum monitoramento da energia. Isso acaba levando a um sobrecarregamento;
  • E, falta de escalabilidade

Ao projetar um Data Center, é importante que o responsável pelo projeto se baseie em metodologias recentes que tenham foco no desempenho e sustentabilidade. Isso acaba refletindo diretamente na eficiência do consumo de energia elétrica.

Certificação TIER lll

Os Data Centers que cumprem os requisitos possuem a certificação TIER lll fornecida pela Uptime Institute. De acordo com o seu tipo de serviço, a Uptime Institute faz uma avaliação na instalação do Data Center e avalia suas condições. O Data Center que possuir essa certificação, é o necessita de manutenção de qualquer um de seus componentes sem interrupções.

Essa certificação está totalmente ligada ao projeto elétrico do DC e, para que ele seja implementado seguindo a certificação TIER lll, é necessário possuir todos os componentes e linhas de alimentação redundantes a partir do motor-gerador. 

Ou seja é necessário ter duas linhas de alimentação independentes e um grupo motor gerador com um No Break que vai alimentar cada rack simultaneamente e cada um dos servidores.

NoBreak

Servidores

O que forma o corpo de um Data Center são os servidores, que são computadores de alto desempenho, que recebem um alto índice de requisições. Os servidores são preparados para ter o foco em atividades específicas, diferente dos desktops que executam uma série de tarefas.

Os servidores precisam ser resistentes para aguentar o funcionamento intermitente, devido os servidores executarem tarefas específicas. Eles são montados de acordo com a tarefas que necessitam executar e otimizados para manter a estabilidade da operação.

O servidores são alocados em racks e são espalhados em longas fileiras ligados por cabos que podem ser de fibra óptica ou cobre, com isso, garantindo uma comunicação limpa e rápida entre os servidores.

Data center

Um simples Data Center pode contar com 10 a 50 racks de servidores e os maiores pode chegar a centenas.

Existem vários tipos de servidores, e os tipos variam de acordo com a configuração e os softwares instalados em cada equipamento, isso acaba dando possibilidades as organizações a ajustar a infraestrutura de acordo com a sua demanda. Para que tenham um uso mais eficiente possível, abaixo vamos falar dos servidores mais usados no mercado.

Servidor de Aplicação

Os servidores de aplicação são os servidores que são configurados para funcionar para uma aplicação específica, esse tipo de servidor disponibiliza um ambiente para que as aplicações sejam instaladas e executadas, assim aproveitando o processamento de alta performance do servidor. 

As aplicações ganham mais performance e além disso os clientes não precisam instalar a aplicação em suas máquinas.

Servidores de Banco de Dados

Muitos servidores são configurados para potencializar a transferência de arquivos e dados entre os componentes do data center, também para que tudo seja encaminhado para os storages.

Esses servidores são chamados de servidores de bancos de dados. Umas das grandes vantagens de uma empresa ter um servidor de banco de dados é que a empresa tem a possibilidade de armazenar as suas informações sigilosas dentro do seu próprio Data Center, garantindo mais desempenho na hora de acessá-los.

Servidor Web

Os servidores web são utilizados para possibilitar a transferência de dados por protocolo HTTP, permitindo o envio de arquivos como textos, imagens e vídeos para os cliente via a rede mundial de computadores.

Também é possível hospedar arquivos em FTP e websites, a tecnologia mais utilizada para isso é o Apache.

Caso queira conhecer mais sobre o Apache,, indicamos o conteúdo O que é um servidor Apache.

Refrigeração

Conforme falado anteriormente, os servidores ficam ligados de forma ininterrupta, por causa da alta densidade de equipamentos por metro quadrado, que acabam elevando a temperatura do ambiente. 

Os sistemas de refrigeração são importantes para o Data Center, como estamos falando de computadores de alto desempenho com processadores robustos, é normal que a temperatura fique elevada enquanto trabalham. Por isso é importante um sistema de refrigeração eficiente, porque caso a temperatura aumente muito e não seja controlada, pode danificar os equipamentos e até causar um incêndio.

Para reduzir os custos com energia, amenizar o consumo e ainda manter a refrigeração eficiente, as empresas estão buscando soluções mais sustentáveis.

Muitas gigantes do Vale do Silício, como Apple, Google e Facebook estão procurando instalar os seus Data Centers em países mais frios, como a região nórdica onde ficam países como Finlândia, Suécia, Noruega e Islândia. 

Esses países oferecem a oportunidade das empresas utilizarem o método conhecido como “free cooling” que consiste em canalizar o ar do ambiente para dentro das salas com os servidores.Refrigeração

Outra solução que já está sendo experimentada pela Microsoft é a instalação de servidores no fundo do mar, mas ainda está em fase experimental e possuem um longo caminho pela frente para que as empresas comecem a utilizar esse modelo.

underwater

Contenção de Corredores para melhorar a refrigeração

A contenção de corredores é uma forma de organizar o corredor frio e o corredor quente para melhorar a temperatura do ar de entrada para os servidores, com isso aumentando a capacidade de refrigeração.

Os administradores de Data Center estão adotando essa estratégia para separar de forma eficiente o ar frio fornecido pelos equipamentos de refrigeração.

Com a contenção de corredores, o ar condicionado é separado para aproveitar ao máximo o ar frio fornecido de uma forma onde o ar frio sai sem se encontrar com o ar quente, assim, aumentando a refrigeração e diminuindo o consumo de energia.

Refrigeração

Segurança

Uma das grandes preocupação dos administradores de Data Center é a segurança. Eles quase sempre carregam dados ultra confidenciais de empresa e informações sensíveis dos usuários que utilizam o serviços hospedados nos servidores. 

Por isso, o controle ao acesso no Data Center tem que ser bem rígido, para não ocorrer o risco de uma invasão que ocasione em vazamento das informações. Isso poderá fazer com que a empresa perca milhões de reais, além de acabar com a reputação da empresa responsável pelo Data Center.

Em um ambiente assim, é importante ter um sistema de identificação biométrica para acessar o ambiente, além de ser obrigatório a utilização de demais dispositivos de controles de acesso de alta eficiência.

segurança

Telecomunicações

Os data center não são ilhas que ficam sem comunicação com o mundo externo, pelo contrário eles estão conectados a dispositivos de todo o canto do mundo e necessitam de uma estrutura de telecomunicação sólida que lhe proporcione uma circulação de dados limpa.

Assim como a energia e o sistema de refrigeração que nunca param as telecomunicações também nunca podem parar e precisam funcionar de forma contínua. 

A melhor maneira de garantir um sinal fluido é por meio da utilização de meios de comunicação confiáveis e com muita velocidade, tais como fibra óptica. 

Quando um usuário acesso o sistema que esteja hospedado na nuvem, a requisição feita vai até o data center e passa pela central de telecomunicações que encaminha requisição até o rack que o sistema está hospedado, tudo isso acontece de forma quase que instantânea, graças aos cabos de fibra óptica que estão cada vez mais avançados em tecnologia.

Acesso ao sistema

Conclusão

Esses são os principais componentes que você vai precisar para montar um data center sendo ele de pequeno ou grande porte. 

Por isso é importante se manter atualizado e sempre trabalhar com as principais tecnologia do mercado, quando você tem um data center local acaba ficando responsável por todas as atualizações que a estrutura necessitar, sejam elas softwares ou hardware. 

Com as transformações constante na área tecnológica as atualizações acontecem em um curto espaço de tempo por isso é importante ficar atento a tudo que acontece.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete − 7 =