5 dicas para melhorar seu sinal WiFi

Nos dias atuais todo mundo tem sinal WiFi em casa ou em diversos estabelecimentos, disponível para clientes. Isso se deve ao uso de Smartphones, já que preferimos o WiFi para economizarmos dados dos pacotes de internet, não é mesmo? 

Mesmo sendo melhor que a conexão móvel, o sinal WiFi pode apresentar problemas por vários fatores, mesmo com uma alta velocidade. Por exemplo, o mau posicionamento do roteador no local, a interferência por outros aparelhos, como dispositivos Bluetooth, micro-ondas e, outros aparelhos sem fio são outro fator comum que afetam a qualidade do sinal. E também outro motivo que pode interferir a qualidade da sua conexão, é a baixa qualidade do seu aparelho roteador.

Muitos do problemas citados acima podem ser resolvidos com algumas dicas simples que vamos deixar abaixo, continue a leitura com a gente. 

1- Afaste os aparelhos que causam interferência no sinal WiFi

Conforme citado anteriormente, os aparelhos que transmitem sinal ou outros roteadores podem interferir no seu sinal WiFi. Por isso, telefones e roteadores precisam ter frequências diferentes. Outra dica aqui é afastar esses aparelhos do alcance do sinal do seu roteador, isso já poderá resolver o problema.

5 dicas para melhorar seu sinal WiFi

Para ter um exemplo, a frequência 2,gHz é uma das mais usadas para WiFi. É muito comum encontrarmos telefones sem fio nessa mesma frequência, portanto, evite a compra desses aparelhos, pois afetam diretamente o sinal. 

2- Mantenha atualizado os seus equipamentos

O sinal WiFi está em constante atualização, e manter ele atualizado é muito importante, por isso, sempre monitore o site do fabricante do seu roteador para verificar as atualizações disponíveis de drivers e mudar o roteador de tempo em tempo para a versão atualizada. 

A cada ano as marcas lançam novas versões de roteadores com especificações mais avançadas, por isso esse processo é relevante.  

3- Procure o melhor lugar possível para o seu roteador

É muito comum que as pessoas escondam o roteador atrás de móveis devido não ser agradável visualmente e por sua vez, não combinar com a decoração do ambiente seja sala, cozinha ou quartos mas, isso é um erro.

O ideal é que o roteador esteja em um lugar alto e livre de obstáculos que podem acabar afetando o seu sinal, pois ele é um transmissor de sinal e, por conta disso, necessita de espaço. 

Neste caso, o recomendado é posicionar ele no centro da sua casa ou escritório, dessa maneira ele espalhar por todas as áreas do ambiente, isso pode ajudar. 

Muitas pessoas ao perceber que o sinal WiFi está fraco, acabam posicionando a antena do roteador em direção a localização que o usuário vai estar, isso é errado.

As antenas do roteador não funciona como a da TV, ou seja, o certo é deixar a antena do roteador apontada para cima.

4- Livre se dos ladrões de sinal

Muitas pessoas pensam que só pelo fato de possuir uma senha cadastrada no roteador já irá proteger contra os ladrões de sinal de WiFi. Porém, uma coisa muito comum são os vizinhos mal intencionados, que ao visitar sua residência acabam utilizando a sua internet e ficando com sua senha registrada em seus aparelhos.

Muitas vezes eles podem continuar utilizando sua internet em sua casa e, com isso, até passando sua senha para outras pessoas. E convenhamos, isso não é nada legal, né? 

Por esse motivo, é muito importante mudar a senha constantemente e utilizar o padrão WPA2, que é um modo mais avançado de segurança.

Na hora de criar a senha é importante utilizar números, letras maiúsculas, letras minúsculas e também caracteres para dificultar ainda mais a vida dos invasores. 

Além disso, que é muito importante, é utilizar outro nome, não o seu para nomear a rede WiFi, isso facilita para o hacker saber qual é sua identificação na rede.

5- Tenha controle sobre os aplicativos que sequestram a banda

Uma coisa que as pessoas costumam não se atentar são os aplicativos que sequestram banda larga. Eles geralmente ficam abertos consumindo boa parte do pacote de internet sem que o usuário perceba.

Um dos principais aplicativos que sequestram a banda é o BitTorrent, como normalmente ele está configurado para iniciar junto com o computador quando é ligado, o usuário acaba não percebendo que ele está rodando e, com isso, ele consome toda a internet sem que o usuário perceba.

Outro ponto muito comum é quando muitas pessoas utilizam o mesmo sinal, como por exemplo, uma máquina tenha muitos aplicativos, tipo o BitTorrent, que utiliza a banda. 

Por conta disso é importante utilizar ferramentas que mostram quais são os aplicativos que mais estão utilizando da internet. Dessa forma, você consegue identificar os aplicativos que estão consumindo sem necessidade.

Uma ferramenta interessante é o NetLimiter, que consegue mostrar os aplicativos que mais estão consumindo banda.

Para ficar por dentro de conteúdos como este, basta ficar ligado no nosso blog. E caso tenha ficado alguma dúvida, comente para nós. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *