Firmware: Entenda o que é, qual seu uso e precauções

Hoje em dia praticamente todo mundo tem um computador em casa e, com a internet, é muito mais fácil encontrar informações e saber quais são os componentes de um computador. O computador é composto por hardwares e softwares que trabalham juntos. Um exemplo disso é o Firmware, um conjunto de programas que já vem de fábrica e estão armazenados na Memória ROM.

Mas não pense que o Firmware só está presente em computadores. Ele também está em vários equipamentos eletrônicos como, relógios e pulseiras inteligentes, Smartphones, controles remotos, câmeras digitais e entre outros objetos.

Mas para você entender melhor o que é o firmware criamos este conteúdo, confira!

Como funciona o Firmware

O Firmware é um tipo de software associado a um dispositivo de hardware, que consiste em um ou vários programas de computador. Esse conjunto de programas já vem de fábrica armazenados na memória ROM e cada programa possui uma função específica.

A função do Firmware é armazenar todas as informações para a inicialização das rotinas, para que assim, o equipamento funcione corretamente.

Para simplificar, o Firmware é o programa que oferece vida ao hardware no qual ele está instalado.

Conforme citado anteriormente no exemplos de equipamentos que utilizam Firmware, um dos citados foi a câmera fotográfica. Ela possui um firmware que controla suas funcionalidades, como por exemplo, a funcionalidade que captura a imagem que gera a fotografia, que é a funcionalidade principal da câmera.

Componentes do Firmware

O firmware possui os seguintes componentes:

  • BIOS: O Basic Input/Output System (Sistema Básico de Entrada e Saída português) é responsável por ensinar o processador do computador a operar junto com os dispositivos básicos como a unidade de DVD e o HD. É como um instrutor para o processador, passando as instruções iniciais para o mesmo funcionar.
  • SETUP: O SETUP é um programa responsável por modificar os parâmetros que são armazenados na memória da configuração, que é conhecido como CMOS.
  • CMOS: O CMOS é a parte da memória da configuração do firmware. Todas as informações que forem alteradas no SETUP são armazenadas única e exclusivamente na CMOS. Como por exemplo, do tipo de informação que são armazenada na CMOS é a data e hora em dispositivos como computador e Smartphones.
  • POST: O POST é o programa responsável por fazer o auto-teste, que é executado toda vez que o dispositivo é ligado, como é o caso do computador, onde toda vez que ele for ligado, o POST testa os principais componentes como o teclado, Memória RAM e processador.

Firmware em Smartphones

Como já falado anteriormente, o firmware está inserido em quase todo aparelho eletrônico e, é claro, nos Smartphones não seria diferente. Ele está nos dispositivos que usam sistemas operacionais Android e iOS, com algumas diferenças entre eles, acompanhe abaixo.

O Android é um sistema mais aberto. É comum que os usuários, por exemplo mudem o launcher, alterando completamente a interface do sistema. Essa alteração, porém, não modifica o sistema operacional. 

É normal os usuários de android comprarem um modelo mais simples com uma versão mais antiga e atualizarem o sistema operacional e, com isso, atualizar o firmware.

Já o Iphone possui um sistema operacional próprio, o iOS. A atualização de firmware acontece sempre nas atualizações oficiais do iOS.

Diferente do Android, o iOS não possui tanta liberdade para o sistema, porém, existem firmwares não oficiais do Iphone disponíveis na internet que tem como objetivo tornar o iOS mais leve para modelos de Iphone mais antigos.

Atualizar o firmware do seu Smartphone é uma tarefa que envolve riscos, por isso, é importante saber o que se está fazendo para evitar sufocos posteriores.

Caso queira saber  algumas das diferenças do Android e IOS sugiro que leia o artigo que faz uma comparação entre eles clicando no link.

Segurança de Firmwares

Devido o firmware ser responsável pelo funcionamento do dispositivo eletrônico, caso o dispositivo seja infectado, ele vai apresentar falhas durante o andamento. 

Um dos vilões mais conhecidos do firmware é o malware, um software malicioso destinado a invadir o sistema. Ele possui vários intuitos, como causar danos ao dispositivo, fazer alterações e até mesmo roubar informações do usuário. 

O pendrive é uma memória do tipo ROM que permite que dados sejam escritos e  apagados, com isso, é muito mais fácil que os dados sejam reescritos, pois acaba facilitando a infecção de computadores ao ter um pendrive contagiado conectado.

Por isso, é muito importante ter um bom antivírus instalado no computador que faça uma varredura quando os dispositivos como pendrives e hd externos são conectados ao computador. 

Com isso, evitam que o computador seja afetado e bloqueando o acesso desses dispositivos maliciosos ao aparelho. 

Ghost DNS

Em 2018 foi descoberto que roteadores de Wi-Fi no mundo todo e a grande maioria localizado no Brasil foram infectados com um exploit vírus chamado Ghost DNS.

Em uma pesquisa feita por pesquisadores chineses, dos 100 mil roteadores infectados, 87,6% deles estavam localizados no Brasil. Os hackers responsáveis pelo ataque agiam da seguinte maneira: primeiro eles procuraram IPs de roteadores com senhas fracas ou até mesmo sem nenhuma proteção. Após encontrar seus alvos, eles infectam os roteadores com malware que mudam as configurações dos servidores DNS  e quando os usuários tentavam acessar o site do seu banco, na verdade ele era redirecionado para um site falso que os hackers criaram.

Com isso, quando a vítima colocava todas suas informações, como o número do cartão, senha e entre outros dados, tinham todas as suas informações roubadas.

Os sites mais criados pelos hackers foram os de bancos, como o Bradesco, Banco do Brasil e Itaú. Uma novidade é sobre o site da Netflix, que foi criado de maneira falsa. Isso  explica o fato de centenas de contas que são roubadas e são vendidas na deep web.

Para evitar correr o risco de sofrer um ataque do Ghost DNS, é essencial atualizar o seu roteador através do site do fabricante, prestar atenção se é o site correto. 

Mas como saber se é um site confiável? Bom, para verificar se o site é oficial, basta verificar no endereço da página no navegador se existe o cadeado e clicar nele, assim, é possível verificar o certificado, como no exemplo abaixo:

E a segunda coisa que você precisa fazer, é criar uma senha forte com números, letras maiúsculas, letras minúsculas e caracteres para dificultar ainda mais a ação dos hackers.

Conclusão

Com todas essas informações sobre o Firmware, chegamos a conclusão de que ele é um componente importantíssimo para o funcionamento dos dispositivos e, é por isso, que todo cuidado é pouco quando se trata da segurança do seu computador ou Smartphone.

E caso você possua uma empresa com muitos dispositivos eletrônicos, é muito importante ter um boa governança de TI para gerenciar da melhor maneira possível toda a operação com seus dispositivos.

Caso queira se aprofundar nem outros artigos como este, confira o nosso blog e mergulhe em diversos conteúdos exclusivos feito para você e inscreva-se para receber novidades toda semana. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *