Gestão de demanda: saiba como funciona nas empresas

No final do dia surge em muitas empresas o sentimento de não terem feito nada relevante para o negócio, não é mesmo? É normal que muitas pessoas dentro das organizações tenham dificuldades em priorizar as atividades e, esse sentimento acaba sendo muito comum. Afinal de contas, é fácil acabar se perdendo no dia a dia com tantas coisas para fazer e desviar do principal objetivo.

E é por esse motivo que estamos aqui, para falar de um assunto tão importante, a gestão de demanda. Continue lendo o conteúdo com a gente!

O que é gestão de demanda?

A gestão de demandas é um processo estratégico criado com o objetivo de administrar decisões que serão feitas no presente e futuro. Em meio a tantas coisas no mundo corporativo, ele visa trabalhar de maneira clara e objetiva analisando as variáveis, para entender o que está por vir, fazendo com que as perdas sejam reduzidas, evitando o desperdício e o famoso improviso.

Esse improviso pode gerar uma série de problemas, comprometendo no atendimento de todo o gerenciamento das atividades da área de TI, por isso que ter uma gestão de demandas bem estruturada é tão importante.

Contudo, podemos dizer que a gestão de demanda, de maneira geral, é um conjunto de práticas, que possibilita antecipar e atender as necessidades do setor, seja pelos bens ou serviços da empresa, permitindo que se encontre uma constância entre a oferta e demanda presente. 

Além disso, a gestão de demanda engloba a fiscalização de iniciativas em execução, observando se elas fazem sentido estarem no contexto da empresa ou não e, se ajudam a executar a estratégia organizacional.

Quais as vantagens

Abaixo, vamos apresentar algumas das vantagens em utilizar uma boa gestão de demanda dentro da sua empresa.

  • Equipe mais engajada e motivada nos projetos;
  • Aumento do controle de custos;
  • Melhora o cumprimento dos prazos dos projetos;
  • Foco nos reais objetivos da empresa;
  • Aumenta o retorno sobre investimento (ROI);
  • Visibilidade para os projetos em andamento;
  • Transparência na alocação da equipe;
  • Capacidade de tomar boas decisões;
  • Monitoramento constantemente da execução dos projetos.

Como elaborar uma boa gestão de demanda? 

Valorize a capacidade das equipes

Antes de iniciar separando quais são as demandas mais importantes para o seu negócio, é preciso entender qual a capacidade de cada equipe que correspondem às iniciativas. É necessário ter em mente quantas pessoas fazem parte de cada equipe para executar os projetos e também qual é a disponibilidade de cada um além de outras informações importantes.

E para que esse processo seja elaborado de forma correta, pode ser desenvolvido um mapa de capacidade, que ajudará a ter uma visão ampla dos times e qual o papel desempenhado por cada um.

Estude as referências do seu mercado

Apesar das demandas não serem iguais, os mercados possuem seus padrões, não tem jeito. Por isso, é importante estudar e ficar atento sempre aos sites de notícias, pesquisar bastante sobre seu setor para conseguir antecipar os modelos e preparar a sua demanda e estar sempre à frente no mercado.

Vamos a um exemplo, se você tiver uma loja de roupas e no verão produzir menos casacos e roupas pesadas, justamente por ser verão e não necessitar de tantas camadas não será produzido essa demanda. Ou em épocas do ano, como natal e páscoa, onde as empresas precisam estar preparadas para atender um número maior de pedidos consumidos pelo consumidor.

Sempre tenha reposição

Para atender sempre o mercado, seu estoque nunca deve ficar parado, isso porque os fornecedores levam um certo tempo até poder repor seu estoque, claro que isso varia de setor para setor. Por isso, é bom também entender quais são as mercadorias que mais saem, para sempre ter em seu estoque caso os clientes desejarem comprar. 

Separe os projetos em categorias

Ao trabalhar nos projetos, é preciso separar por afinidade e as categorias são uma ótima forma de organizar. Você pode começar separando por tipo de projeto estratégico, projetos necessários, projetos que sejam relacionados a sustentabilidade, transformação digital, inovação e entre outros tipos de categorias. Esses podem dar um direcionamento na hora de colocar em prática as atividades.

A parte mais importante aqui, é que essa seleção das categorias sejam criadas de acordo com o tipo do seu negócio, porque dessa maneira será mais fácil entender o que realmente será útil para sua empresa.

Prepare sua equipe sempre

Capacitar e aumentar a produtividade da sua equipe pode ser muito mais vantajoso do que contratar mais talentos. Mas além disso, manter seu time sempre treinado e preparado para encarar novos desafios é fundamental. Nesse caso, pense sempre no preparo do seu time, invista em capacitação principalmente para os funcionários que tenham o principal contato com o cliente.

eBook Cálculo de Preço de Serviços

Tenha excelente comunicação

Fazer uma boa gestão de demanda necessita de uma comunicação de qualidade, pois é necessário conversar com clientes, fornecedores, colaboradores e consultores para entender qual é o tamanho da demanda e também da oferta para cada período e a partir disso, encontrar um ponto de equilíbrio.  

E para que isso aconteça, é preciso diminuir os ruídos na comunicação e melhorar a clareza de como ela é informada. Aqui, você pode utilizar um sistema que facilita essa operação. 

Consequências de realizar uma má gestão de demanda

Deixar de fazer a gestão de demanda pode gerar diversos prejuízos à empresa, e os principais de acordo com o que foi comentado até agora, são:

  • Deixar de fazer a gestão de demanda pode gerar diversos prejuízos à empresa, e os principais de acordo com o que foi comentado até agora, são:
  • Falta de estoque para atender as demandas desejadas pelos clientes;
  • Sobrecarga de itens não necessários que podem travar as finanças da empresa;
  •  Despesas com manutenção e reparos de bens parados muito tempo no estoque;
  • Perder clientes pelo fato deles migrarem para os principais concorrentes;
  • Perda de possíveis transições comerciais;
  • Equipe desmotivada e mais prejuízos para a empresa;
  • Equipe ociosa ou sobrecarregada sobre as demandas.

Agora que você já sabe como funciona uma gestão de demanda para aplicar na sua empresa, continue acompanhando nosso blog com mais conteúdos como este. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + três =