Redes Sociais no Marketing de TI

Nos últimos anos o marketing de produtos e serviços vem crescendo de forma rápida. Tanto a velocidade de divulgação do produtos quanto a quantidade de pessoas atingidas têm crescido. Parte disso se deve à acessibilidade das redes sociais, que conquistaram espaço nas estratégias de comunicação das empresas. Com o marketing de TI não poderia ser diferente!

Quando tudo era mato

Se pararmos para pensar, no início da década de 90 a internet ainda era algo novo, principalmente no Brasil. Poucas pessoas conseguiam conceber o que seria o “boom” da internet. Como poderíamos imaginar o que seria possível com essa evolução? Como prever uma mudança completa na forma de falar com o consumidor?

Em 24 de janeiro de 2004 surgiu uma das principais redes sociais, precursora de todo esse movimento: o Orkut. Embora ela tenha sido desativada em 2014, foi responsável por agrupar 30 milhões de usuários Brasileiros no mesmo canal.

Foi no Orkut que surgiram as primeiras interações de empresas e clientes em redes sociais, divulgando produtos e serviços. Inclusive, começou a divulgação de alguns serviços de marketing de TI (outra área bem recente na época). É sobre isso que queremos falar com você.

Marketing de TI: uma grande oportunidade

Com o maior acesso da população à internet, por computadores ou smartphones, o marketing digital também começou a se popularizar.

As redes sociais se tornaram ferramentas fundamentais na aproximação das empresas com o consumidor. O acesso tanto ao cliente como à loja tornou-se mais fácil com a quebra das barreiras físicas, graças aos comentários, compartilhamentos de informações e chat para conversas diretas

As redes utilizam algoritmos para atingir o público alvo
interessado no tipo de produto oferecido pela empresa. Suas buscam se baseiam nas nas interações dos usuários e empresas, que independem da natureza da empresa. O marketing de TI também se beneficiou nessa situação, talvez até mais do que outros negócios. O setor está, naturalmente, ligado à tecnologia e tem acesso às novidades em primeira mão, o que lhe dá vantagem.

Além dessas interações, há ainda o que o marketing digital chama de mídia paga. Tanto as redes sociais quanto importantes canais na internet entenderam que havia um grande mercado e criaram as opções de impulsionamento de conteúdo. Estamos falando dos impulsionadores. Eles são serviços criados para aumentar o alcance das publicações feitas por um usuário ou empresa. Um exemplos comum é o do Facebook, que, sendo dono de redes famosas como o Instagram e Whatsapp, vende esse tipo de serviço para todas as suas redes.

O futuro do marketing digital

Já chegamos num alto nível no que se refere a marketing digital. Já podemos criar anúncios de aplicativos em que o usuário os utiliza como antes mesmo de baixar no smartphone. Ninguém dúvida de que isso tende a crescer ainda mais, principalmente para a área de análise de dados.

Uma grande massa de dados que é gerada todos os dias nas redes sociais. Com ela é possível prever as necessidades dos clientes e analisar as tendências de mercado com grande precisão. Isso vai facilitar muito a vida tanto das empresas quanto dos clientes.

Todas as empresas podem se beneficiar desse tipo de análise e divulgação. Basta se atualizar sempre, buscar cada vez mais a aproximação com o seu cliente e entender o que ele precisa. Seja por mensagens, compartilhamentos ou análise dos dados o importante é estarmos conectados =D

Gostou deste artigo? Tem muito mais de onde veio esse!

Se inscreva em nosso blog e seja atualizado semanalmente com as novidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − 10 =